Supermercados de bairros registram aumento nas vendas e são alternativa para o consumidor

0
657
Daniel Davi "CostAzul Supermercados" | Jayme Ribeiro "Varejo Rio" | Fábio Queiróz "Asserj" | Foto: Roque Carvalho / www.varejorio.com

Lojas implementam diferentes formas e canais de atendimento ao cliente

Em um cenário de prevenção e contenção da COVID-19, os consumidores fluminenses estão modificando suas rotinas e hábitos. Redes de Supermercados de pequeno porte estão sendo uma alternativa, neste momento, para a população que deseja evitar a ida às lojas de grande porte. Os mercados de bairro já estão sentindo as mudanças no comportamento do consumidor, e tiveram que adaptar as suas formas de atendimento aos clientes, especialmente da terceira idade, grupo considerado de risco.

Imagem: Reprodução da Internet / www.varejorio.com

Na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade, a rede de bairro Petit Marché, que já oferecia o serviço de entrega a domicílio, percebeu um aumento considerável de pedidos durante este período dos condomínios residenciais que cercam a unidade. O crescimento foi de aproximadamente 40%, e a grande parte das solicitações são para atender pessoas da terceira idade. A unidade precisou reestruturar toda a equipe da loja para melhor atender a demanda. Contrataram até funcionários temporários. 

A rede Iguassú Market, localizada em Nova Iguaçu, passou a fazer atendimentos via aplicativo de mensagem instantânea para conseguir atender a demanda do bairro. Alguns clientes passaram a solicitar compras de mercadorias via celular. A loja ressalta que nesses dias os idosos estão preferindo ir na unidade pela manhã, de forma bem rápida.

Imagem: Reprodução da Internet / www.varejorio.com

A Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro – ASSERJ vem orientando nos últimos dias a população para evitar a ida de idosos e crianças aos supermercados, assim como família completas. “Nós temos algumas recomendações muito importantes. A primeira é que os idosos evitem ir às lojas, peçam para parentes ou amigos fazerem as suas compras por eles. A segunda é que a família toda não precisa vir ao supermercado. Basta que um membro venha e abasteça sua residência”, pede o presidente da ASSERJ, Fábio Queiróz.

Fábio Queiróz_Asserj / Imagem: Luciana Costa / Assessoria

Sobre a ASSERJ 

Criada em 1969, a Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro tem como objetivo unir, servir e representar o segmento supermercadista nos cenários político, econômico e social, promovendo a interação entre os players e o desenvolvimento da qualidade da gestão. Hoje comandada pelo executivo Fábio Queiróz, eleito presidente em 2015, a ASSERJ representa os interesses de 300 Grupos Supermercadistas do Estado do Rio de Janeiro e oferece a seus associados diversos benefícios, como cursos de aperfeiçoamento, palestras, consultoria e assessoria na área jurídica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por Favor Digite Seu Comentário!
Por Favor, Digite Seu Nome Aqui